Linha 1891 da Neugebauer renova a sua identidade visual

por embala_ne
0 comentário

Com o objetivo de reforçar o seu posicionamento no mercado de chocolates premium e dar mais evidência a toda sua linha de produtos, a marca 1891, que homenageia o ano de fundação da Neugebauer e é uma das mais tradicionais em seu portfólio, apresenta sua nova identidade visual ao mercado. Nessa revitalização, a marca Neugebauer passa a compor o novo logotipo, reforçando a qualidade e tradição, além de ampliar a associação com os chocolates desta que foi a primeira fábrica de chocolates do Brasil.

O redesenho traz mudanças visuais na presença da marca e na valorização dos seus elementos, aumentando o potencial de visibilidade e relevância em todas as suas aplicações. Além disso, ao estabelecer a cor preta como padrão das novas embalagens, a linha de produtos ganha unidade e alinhamento com os códigos do segmento premium.

“A revitalização da linha 1891 dá o destaque merecido à marca, que carrega em seu nome o ano de fundação da empresa, a primeira fábrica de chocolates do Brasil. O novo design reforçará ainda mais a experiência sofisticada e marcante da linha e facilitará a identificação pelo consumidor com uma exposição mais destacada nos pontos de vendas. Além de que, agora, também passará a carregar a assinatura da Neugebauer, levando a mensagem de chocolates com tradição e qualidade”, afirma o gerente de Marketing, Inovação e Novos Negócios da Neugebauer, Leandro Notti Laux.

Outra novidade da marca está no aumento do teor de cacau para 55% nos sabores Avelã e Damasco. Essa alteração, segundo Laux, melhora a formulação desses produtos e oferecerá aos consumidores uma experiência ainda mais sofisticada e marcante, com a combinação do intenso sabor do cacau. A linha 1891 conta com cinco sabores: Avelã (chocolate 55% cacau com avelãs), Damasco (chocolate 55% cacau com pedaços de damasco), Intense (chocolate 70% cacau), Orange (chocolate 55% cacau com laranja) e Tropical (chocolate branco com flocos de banana caramelada).

Compartilhar

Você pode gostar

Deixar um comentário