Duas mil toneladas de plásticos a menos em aterros

por embala_ne
0 comentário

Acordo firmado entre a Braskem, maior produtora de resinas plásticas das Américas e líder mundial na produção de biopolímeros, e a Tecipar, empresa brasileira especializada em engenharia ambiental, evitará que mais de duas mil toneladas de resíduos plásticos sejam despejadas anualmente no aterro sanitário de Santana do Parnaíba, na região metropolitana de São Paulo. O volume é equivalente a 36 milhões de embalagens plásticas de polietileno e polipropileno.

A parceria faz parte de um esforço conjunto para aumentar o volume de resíduos plásticos destinados à reciclagem. A redução de material enviado aos aterros sanitários aumenta a sua vida útil, estratégia importante na gestão dos resíduos sólidos que não podem ser reinseridos no ciclo produtivo, uma vez que os aterros são a técnica mais adequada para a disposição final de produtos, por serem devidamente estruturados com sistemas de impermeabilização, coleta e drenagem do chorume, e captação e queima controlada dos gases do efeito estufa ali produzidos.

E isso faz a diferença para todos: pessoas, empresas e, principalmente, para o planeta. A ação reforça o compromisso da Braskem com a Economia Circular e está alinhada com a estratégia de negócio da companhia, engajada em contribuir para o desenvolvimento da cadeia de reciclagem e do seu mercado.

A parceria entre Braskem e Tecipar viabilizou a criação de uma usina de triagem para separação de resíduos sólidos e orgânicos de materiais recolhidos na coleta pública dos municípios de Carapicuíba, Osasco, Barueri e Santana de Parnaíba. Após a separação, o plástico triado pela Tecipar será direcionado ao reciclador parceiro da Braskem e transformado em resinas “I’m green recycled”, de polietileno e polipropileno, que poderão ser utilizadas como matéria-prima para a produção de novas peças plásticas.

 

Fonte: Embalagem Marca

Compartilhar

Você pode gostar

Deixar um comentário